terça-feira, 15 de abril de 2014

Como agasalhar seu filho na medida certa.


É hora de sair de casa e o termômetro da rua aponta 15 graus. Diante dessa informação, uma das vontades da mãe de primeira viagem é tirar todas as roupinhas de frio do armário do filho pequeno e encapotá-lo de maneira a deixar o bebê só com os olhinhos de fora. Porém, há controvérsias.

Exagerar nas roupas da criança, dependendo do frio que estiver lá fora, pode gerar um incômodo muito grande e aumenta o risco de transpiração, desidratação e brotoejas. Por isso, para que seu filho não sofra desnecessariamente, é preciso ter, principalmente, bom senso.

Para a pediatra Rosângela Garbers, existe um mito de que as crianças sentem mais frio do que os adultos, e os pais devem sempre lembrar que isso não é verdade. Por outro lado, segundo a pediatra do Ambulatório de Pediatria Social do Hospital Sírio Libanês Carolina Luisa Alves Barbieri, os bebês pequenos – principalmente os menores de seis meses – têm o mecanismo de regulação da temperatura ainda muito imaturo e a pele ainda muito fina, fatores que colaboram para fazer o bebê perder mais calor que o adulto, mas isso não significa que eles serão mais friorentos.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Reconheça e corrija os erros da musculação.


Não é só ajuste dos aparelhos que dá trabalho. Na hora da musculação, a postura adequada em repouso e durante o movimento dos exercícios requer atenção redobrada: como são exercícios de força, qualquer deslize pode trazer uma lesão - das mais simples, que somem com compressas de gelo, ás mais complexas, que exigem repouso e fisioterapia ou medicamentos para serem tratadas. "Fazer o movimento errado repetidamente pode levar a problemas na coluna, como hérnias e alterações das curvaturas normais das costas", afirma o educador físico Ivaldo Larentis, especialista em musculação.

Alguns exercícios são campeões tanto em resultado (por isso, sempre aparecem nos programas de treino) quanto em erros na realização. Uma equipe de especialistas mostra para você quais são essas zonas de risco e ensina o que é necessário fazer para definir o corpo sem efeitos colaterais indesejados.

domingo, 13 de abril de 2014

Páscoa: Aprenda a fazer boas compras.



A Páscoa possui diversos significados, que podem variar de acordo com a religião, mas em geral, a celebração envolve a alimentação e com isso os exageros são comuns.
Veja abaixo alguns itens que estão em sua lista de compras para a Páscoa e faça as melhores escolhas:
Chocolate: é difícil falar em Páscoa e não pensar no chocolate. Apesar de ser considerado um grande vilão, o doce pode estar presente na dieta, desde que o consumo seja moderado.  Dê preferência ao chocolate amargo ou meio amargo, pois a maior concentração de cacau garante a oferta de antioxidantes que proporcionam benefícios à saúde cardiovascular. Evite chocolate ao leite ou branco, e principalmente os ovos com castanhas, avelãs, crocantes e recheados com trufas. Lembre-se que quanto mais incrementado for o chocolate, maior será o valor calórico.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Flacidez da pele..



Muitas são as tentativas para mantermos um corpo e uma pele saudável, firme e sem flacidez. O desafio fica ainda maior para as gestantes e mamães de todas as idades, pois a pele das mamas e do abdome será ou foram “esticadas” em algum momento.

Assim como a gestação, grandes variações de peso também podem causar um estresse grande à pele podendo levá-la ao limite ou mesmo ultrapassando sua capacidade de expansão e retração. Quando isso acontece ocorre a flacidez e frequentemente aparecem as estrias.

O que determina essa capacidade? Cada pele tem um código genético próprio que programa a quantidade de fibras colágenas e elásticas que serão fabricadas para ela, “pré-determinando”, portanto sua capacidade de “esticar” e também de retrair. Nessa programação infelizmente não podemos interferir.

Então, o que fazer e como podemos evitar as indesejadas estrias e a flacidez? Uma genética favorável não garante uma pele firme e sem estrias após a gravidez se os hábitos de vida não forem favoráveis. E esses hábitos começam a fazer diferença quando ainda somos crianças.
E hoje? O que fazer? Nunca é tarde para cuidar da sua pele.

1- Alimente-se bem: fujam de regimes pré-fabricados principalmente as gestantes, ele pode não funcionar com você. Vá a um nutricionista, só ele pode dizer a SUA melhor combinação de nutrientes.

2- Hidrate-se bem. A fibra elástica da sua pele irá agradecer com uma melhor eficácia na hora de retrair.

3- Evite sol em demasia, ele desidrata e resseca a pele.

4- A vitamina C é um coadjuvante na produção do colágeno no nosso corpo por isso inclua na sua dieta diariamente.

5- Exercite-se sempre. Uma musculatura bem desenvolvida proporciona maior firmeza a pele e com isso menor chance de uma flacidez precoce.

6- E use muito hidratante e óleos na pele pelo menos duas vezes ao dia. O mais importante, porém é não desanimar e fazer isso SEMPRE.

Assim como tudo na vida o cuidado diário é fundamental para um resultado satisfatório e duradouro.

Escrito por: Dr. Marcelo Lins – Cirurgião Plástico

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Entorse de tornozelo: saiba como prevenir e tratar a lesão.


Se tivermos um vilão na atividade física e esportiva ele atende pelo nome de "entorse" e o sobrenome "tornozelo". A entorse de tornozelo é a ocorrência traumática articular mais frequente nos esportes, independente da atividade física ou modalidade que se pratique. 

Esta lesão articular aguda está associada, por um lado, ao treinamento insuficiente dos músculos e ligamentos que a assistem e, por outro, à qualidade da superfície na qual o esporte é jogado. 

A primeira providência na prevenção de tão frequente ocorrência é com a superfície. Buracos, ondulações, piso molhado (que altera a aderência com o calçado esportivo), superfícies com atrito maior nas paradas, mudança de direção e arranques de velocidade são fatores a serem observados. Para os fanáticos por futebol é fácil observar gramados bastante irregulares, verdadeiras armadilhas para os tornozelos dos jogadores.  

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Mulheres com mais de 70 têm 'o melhor sexo de suas vidas'.


“Segundo a crença popular, o desejo e a atividade sexual diminuem com a idade, especialmente nas mulheres”. Mas uma acadêmica da American University, de Washington, sugere que mulheres com mais de 70, 80 ou até 90 desfrutam a melhor atividade sexual de suas vidas.

Iris Krasnow, professora de Jornalismo e Estudos Femininos, entrevistou 150 mulheres entre 20 e 90 anos sobre os seus segredos mais íntimos e teve conversas surpreendentes e reveladoras.

Krasnow abordou o assunto de vários ângulos, indagando sobre a atividade sexual em diferentes fases da vida: depois da faculdade, da maternidade, da menopausa e da viuvez.
Descobriu que as mulheres mais velhas eram mais aventureiras e mais confiantes na sua sexualidade que as jovens que estão em fase de "envolvimento" ou namoro. "A era da senhora", diz.

terça-feira, 8 de abril de 2014

5 Estágios do luto após o fim de um relacionamento.


Ai, de repente, o seu “felizes para sempre” não existe mais. Há tempos que você não lembra como era um sorriso no rosto dela e aqueles bons momentos do começo do relacionamento são nostalgia de tempos que não voltam mais. Mas, seria muito simples se a dor do fim de um relacionamento durasse apenas um dia. Tem aqueles que sofrem por semanas, meses ou até anos.

E teve aquela psiquiatra suiça, Elisabeth Kübler-Ross, que – inspirada em uma formulação Freudian – criou um modelo para médicos e enfermeiros tratarem parentes de pessoas que faleciam no hospital: Os Cinco Estágios do Luto. Além de casos de óbito, o modelo de análise serve para outros casos de perdas traumáticas, como, no caso desse texto, o fim de um relacionamento.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

8 atitudes para ser um bom pai.


O passar do tempo – e o movimento feminista iniciado na década de 1970 – trouxeram algumas mudanças no papel do pai. Os brasileiros que seguem o modelo dos “pais suecos”, por exemplo, provam que a criação dos filhos só pela mãe já não é mais absoluta. Mas, assim como a maternidade, a paternidade também tem suas características de adequação.

“Ainda temos resquícios de uma educação que nos ensinou que a responsável pelos filhos é a mãe”, diz a terapeuta familiar Quézia Bombonatto, presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp). Mas, aos poucos, eles começam a deixar o papel de provedor exclusivo para serem participantes ativos na vida das crianças. “O termômetro é a reunião de pais e mestres nas escolas. Já existe uma participação muito maior dos pais hoje em dia.”

A educadora Cris Poli , também conhecida como a “Supernanny” brasileira e autora do livro “Pais Responsáveis Educam Juntos” (Mundo Cristão), concorda com a importância da participação dos pais na vida das crianças. Ela ressalta que, assim como não existe uma mãe ideal, tampouco existe um modelo de pai. Mas algumas dicas podem ajudar.

domingo, 6 de abril de 2014

6 de abril: Dia Mundial da Atividade Física.


A atividade física é "qualquer movimento corporal, produzido pelos músculos esqueléticos, que resulte em gasto energético maior que os níveis de repouso".

Podemos acrescentar que é também qualquer esforço muscular pré-determinado, destinado a executar uma tarefa, seja ela um "piscar dos olhos", um deslocamento dos pés, e até um movimento complexo de finta em alguma competição esportiva. Modernamente, o termo refere-se em especial aos exercícios executados com o fim de manter a saúde física, mental e espiritual; em outras palavras a "boa forma".

No dia 6 de abril a Organização Mundial da Saúde (OMS) celebra o Dia Mundial da Atividade Física.

Atividade física em geral regular controlada por profissionais da Educação Física, está associada diretamente a melhorias da saúde e condições físicas dos praticantes.

Atividade física adaptada por vezes, torna-se necessária aos sujeitos que apresentem algumas contraindicações médicas ou dificuldades físicas momentâneas/definitivas, o profissional da educação física deverá ser capaz de criar ao paciente atividade física adaptada sem prejudicar a saúde do paciente, melhorando-a.

Atividade física de recuperação é usada como um meio de melhorar as condições físicas de um sujeito momentaneamente debilitado, sendo tratada pelos profissionais da fisioterapia e educação física.

Tendo em vista uma esquematização, classificamos as atividades em:

Exercício aeróbico;
Exercício anaeróbico.

A atividade física quando é feita de forma continua e programada resulta no ganho de força física. Incremento da capacidade cardiorrespiratória, da flexibilidade entre outros fatores responsáveis pela melhoria da qualidade de vida de um indivíduo no que diz respeito a performance humana.

Origem: Wikipédia.

Mamografia na berlinda.


O conselho médico suíço, órgão consultivo do governo, recomendou a suspensão do programa de rastreio mamográfico do país para o câncer de mama. Motivo: salva poucas mulheres e leva muitas outras a intervenções desnecessárias.

Em texto publicado no BMJ (British Medical Journal), o conselho diz que, enquanto a mamografia salva de uma a duas mulheres para cada grupo de mil, leva a investigações e exames desnecessários em cerca de cem mulheres a cada grupo de mil.

"Os efeitos desejados são superados pelos indesejados", concluiu o relatório, que se baseou em estudos feitos entre 1963 e 1991, que comparou mil mulheres que fizeram mamografia regularmente com outras mil que não a realizaram.

Nos últimos anos, tem crescido o debate sobre os benefícios e desvantagens do rastreio do câncer de mama. No último dia 11, foi publicado um grande estudo canadense, com base em dados mais recentes do que os usados no relatório, que chegou a conclusões semelhantes as do conselho suíço.

sábado, 5 de abril de 2014

Cérebros mais velhos são mais lentos, mas têm mais informação.


Desde a Antiguidade, o fugidio conceito de sabedoria figura com destaque em textos filosóficos e religiosos. A questão continua intrigante: o que é sabedoria e como ela se dá na vida de cada um?

Vivian Clayton, neuropsicóloga de Orinda (Califórnia) especializada em geriatria, desenvolveu na década de 1970 uma definição de sabedoria que, desde então, serve como fundamento para pesquisas sobre o tema. Após vasculhar textos antigos, ela observou que a maioria das pessoas descritas como sábias tinha a tarefa de tomar decisões. Então ela pediu a um grupo de alunos e professores de direito e juízes aposentados que citasse as características de um sábio, chegando à conclusão de que a sabedoria consiste de três componentes principais: cognição, reflexão e compaixão.

As pesquisas mostram que a função cognitiva se desacelera com o envelhecimento. Mas um recente estudo publicado na revista "Topics in Cognitive Science" observou que pessoas mais velhas têm muito mais informação em seus cérebros que as mais jovens e que a qualidade da informação no cérebro mais velho é mais nuançada. Segundo Clayton, leva tempo até que a pessoa chegue a conclusões e pontos de vista adequados com base em seu conhecimento cognitivo, o que a torna sábia. Só então é possível usar essas conclusões para entender e ajudar os outros.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Ipea erra e 26%, e não 65%, acham que roupa justifica ataque a mulher.


O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), do governo federal, divulgou nesta sexta-feira uma nota reconhecendo que houve erro na divulgação que chocou o país ao dizer que a maioria dos brasileiros (65,1%) apoia ataques a mulheres que mostram o corpo.

Segundo o Ipea, por uma troca nos gráficos da pesquisa divulgada, o resultado está errado.

Os percentuais corretos são: 26% concordam, total ou parcialmente, com a afirmação "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas"; e 70% discordam, total ou parcialmente. Outros 3,4% se dizem neutros.

O diretor da área social do Ipea, Rafael Guerreiro Osório, pediu a sua exoneração assim que o erro foi detectado.
Folha de São Paulo.

Fitoterápicos ajudam a tratar desde problemas digestivos até ansiedade.


Existem fitoterápicos tão eficientes que são distribuídos pela rede pública de saúde do país, mas algumas regras rigorosas dificultam o registro e o reconhecimento de muitos desses medicamentos. Por conta disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) levantou uma discussão, na semana do dia 4 de março, sobre a possibilidade de criar uma nova regra para os fitoterápicos no Brasil.

A ideia é que seja criada uma categoria de "produto tradicional fitoterápico". Nesse grupo, seriam aceitas substâncias que comprovem a segurança pelo uso tradicional - sem precisar de comprovação científica - desde que cumpram as condições adequadas de higiene para fabricação. Para conhecer melhor o efeito e os cuidados com esses medicamentos, confira as explicações de especialistas no assunto:

1. O que são fitoterápicos?

De acordo com a Anvisa, fitoterápicos são medicamentos que têm como princípio ativo drogas vegetais, popularmente conhecidas como plantas medicinais. "Esses compostos agem sobre o organismo proporcionando ações específicas como melhora de enjoo e náuseas, aumento da saciedade, melhora do funcionamento intestinal etc.", explica a nutricionista Alessandra Coelho, do Conselho Regional de Nutricionistas de São Paulo.

Vacina Contra a Gripe


O inverno já está chegando e, com ele, a queda nas temperaturas e o aumento nos casos de gripe.

Como é sempre melhor prevenir do que remediar, o governo federal anunciou hoje a campanha de vacinação contra a gripe.

A ação acontece entre os dias 22 de abril e 9 de maio, em 65 mil postos de todo País.
Neste ano, 53,5 milhões de doses da vacina serão distribuídas e a expectativa é imunizar 49,6 milhões de brasileiros.

No grupo prioritário de vacinação estão crianças entre seis meses e cinco anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres em até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional.

Além disso, a imunização também deverá abranger pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais.

O ‪#‎MinistériodaSaúde ressalta que a vacina contra a gripe é segura e reduz complicações da doença, que pode evoluir para casos graves, com internações e até mesmo óbitos.

Se você faz parte do grupo prioritário, vá ao posto e vacine-se!


Saiba mais sobre a campanha http://glo.bo/PiRYkE.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Estudo mostra áreas desorganizadas em cérebros de autistas.




Pesquisadores anunciaram a descoberta de anormalidades em algumas das camadas do cérebro de crianças com autismo, indicando que as origens do transtorno podem estar no início do desenvolvimento fetal.

Utilizando uma coleção única de marcadores moleculares aplicados ao cérebro de crianças que já haviam morrido, eles encontraram áreas na superfície do órgão nas quais faltavam certos componentes celulares.

Células cerebrais ainda estavam presentes nessas áreas, mas elas não possuíam determinadas proteínas que são encontradas em cérebros normais, disse Rich Stoner, um dos autores do artigo, publicado ontem na revista científica "New England Journal of Medicine".

A equipe analisou cérebros de crianças entre 2 e 15 anos que haviam morrido. As áreas suspeitas foram encontradas em 10 dos 11 indivíduos que haviam sido diagnosticados com autismo, mas não foram encontradas em 10 de 11 crianças que não haviam recebido esse diagnóstico.

Brasil é elogiado por programa de combate a doenças negligenciadas.




O programa brasileiro de combate às chamadas doenças negligenciadas foi elogiado ontem em Paris por um grupo internacional formado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), empresas farmacêuticas, governos e doadores.

Entre os principais benfeitores está o bilionário Bill Gates, que discursou no evento e cobrou mais engajamento do mundo para a causa. O plano do grupo é eliminar dez dessas doenças até 2020.

As doenças negligenciadas, como hanseníase e doença de Chagas, atingem uma em cada seis pessoas do planeta, quase sempre pobres, e são alvo de pouco interesse de governos e de farmacêuticas. O Brasil lidera a incidência delas nas Américas.

Apesar de subestimadas por muito tempo, diz o relatório divulgado, desde 2011 o assunto é tratado como prioridade pelo governo brasileiro ao ser incluído no combate à pobreza extrema.

A coordenadora do Ministério da Saúde para a área, Rosa Soares, apresentou o caso brasileiro e foi parabenizada pela diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

Soares disse acreditar que o Brasil se destaca pela decisão "inovadora" de integrar o tratamento de várias doenças de uma vez. "Deu certo, uma catalisou a atenção da outra", disse.

Ao lado de China e Índia, o país foi chamado de "ator chave" por conseguir pagar por seus programas. "Esses países estão financiando a maioria de seus custos com recursos domésticos, permitindo à comunidade global focar na necessidade dos países de menor renda."

Soares disse que o sucesso brasileiro na área mostra que o país também pode ajudar outras nações. O país poderia começar, disse, apoiando vizinhos como Bolívia, Paraguai e Colômbia, onde há populações fronteiriças com alta incidência das doenças, o que representa risco para o Brasil.


Rodrigo Vizeu – colaboração para a Folha em Paris.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Remédio que destrói fibras de colágeno é aposta contra a celulite.


E se uma bactéria modificada geneticamente produzisse uma enzima capaz de destruir as fibras densas de colágeno que caracterizam os "furinhos" da celulite?

A façanha, revelam estudos, é possível. Pesquisas descrevem que o xiaflex, remédio já disponível nos EUA, é capaz de dissolver essas fibras e amenizar a celulite.

A substância tem sido alvo de palestras em congressos de dermatologia e especialistas acreditam que, se o remédio apresentar na prática os resultados dos estudos, será um divisor de águas no tratamento da celulite.

Hoje o xiaflex é vendido nos EUA para a doença de Dupuytren – condição em que fibras espessas de colágeno abaixo do tecido da mão atrapalham o movimento– e também para a doença de Peyronie –nesse caso, a droga rompe nódulos que se formam no pênis e comprometem a ereção.

O remédio é à base da enzima colagenase. Produzida por uma bactéria na qual foi inserido um gene humano, a colagenase seria eficaz quando injetada na pele em quantidades maiores.

terça-feira, 1 de abril de 2014

Ter e manter um filho.


Ter e manter um filho custa caro, segundo reportagens em revistas, jornais, etc. Nelas, há contas, inclusive, que apontam valores que a presença de um filho acrescenta ao orçamento da família. E isso se estende por uns 20 anos, mais ou menos. Ou mais, muitas vezes bem mais.

No mundo do consumo, o valor financeiro das coisas é que está em questão. Por isso, quando alguém planeja ter um filho, considera primeira e antecipadamente o custo financeiro dele para, então, se preparar, se planejar. Ou postergar ou até mesmo desistir.

Quem não conhece mulheres e homens que fazem ou já fizeram um tremendo sacrifício financeiro em nome do filho?

Festas de aniversário com direito a recreacionistas, bufês, lembrancinhas etc.; viagens ao exterior; calçados ou roupas caras porque da moda; brinquedos e traquitanas tecnológicas de última geração; e mais: carro, escola, cursos extracurriculares, altas mesadas, aprendizado de língua estrangeira no exterior etc.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Moda entre jovens, aparelhos falsos trazem riscos à saúde.


Aparelhos dentários falsos viraram uma moda perigosa entre os adolescentes. Com elásticos coloridos e trançados, são chamados de "diferenciados" e vendidos por camelôs nas ruas do centro de São Paulo e também por meio das redes sociais.

Os dentistas alertam que o conjunto de peças coladas e unidas por um elástico ou fio provoca uma movimentação nos dentes. Isso pode causar, entre outras coisas, retração na gengiva e perda óssea e dos próprios dentes.

Nos últimos meses, o Crosp (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo) iniciou uma cruzada para coibir o comércio ilegal, com várias blitz e apreensões de material falso e também vendido em lojas autorizadas.

domingo, 30 de março de 2014

Anvisa cria regras para 'sujeira tolerada' em alimentos.



A partir desta semana, a indústria alimentícia terá parâmetros definidos sobre a quantidade de "sujeira" tolerada em bebidas e alimentos vendidos no Brasil.

Norma aprovada na semana passada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aponta limites máximos de "matérias estranhas macroscópicas e microscópicas", como fragmentos de insetos -menos de baratas, formigas e moscas- e pelos de rato, aceitos em produtos como geleia e achocolatados.

Hoje, não há limites de tolerância. Sem esses parâmetros, as vigilâncias apontam dificuldade na aplicação de medidas sanitárias, alvo recorrente de ações judiciais.

O diretor da Anvisa Renato Porto diz que eliminar qualquer traço dessas matérias é, muitas vezes, inviável.

Sete alimentos que roubam seu cálcio.


Garanta que seu organismo absorva todo o cálcio necessário para prevenir e controlar a doença. Café, chocolate e outros alimentos quase passam por vilões quando o assunto é garantir ossos fortes e saudáveis: diminuem a capacidade do organismo de absorver cálcio. A solução, entretanto, não é bani-los da dieta, já que muitos deles - como os grãos integrais - possuem outros nutrientes essenciais à saúde. Segundo a nutricionista Juliana Stein, é preciso saber balancear bem: "Para quem já tem doenças nos ossos, como osteoporose, pedimos para não misturar os alimentos fontes de cálcio com os que atrapalham a sua absorção". A clássica combinação de café com leite, por exemplo, deve ser evitada. Conheça esses alimentos e saiba como consumi-los com segurança para os ossos.

Sal

Encontrado no sal, o sódio aumenta a excreção de cálcio pela urina. A nutricionista Juliana Stein, de São Paulo, recomenda que pessoas com osteopenia ou osteoporose eliminem o chamado sal de adição, aquele que acrescentamos à salada e a outros alimentos. Dica: use como tempero limão, azeite e especiarias.

sábado, 29 de março de 2014

13 respostas sobre o sono na gravidez.



Dormir é fundamental para recarregar as baterias durante a gravidez. Apesar disso você não tem conseguido descansar? Veja tudo para você aproveitar bem o travesseiro – afinal, depois que o bebê chegar, isso vai ficar um pouco mais difícil...

Desde que recebeu a confirmação da gravidez, sua rotina de sono virou de cabeça para baixo. Segundo a pesquisadora norte-americana Michele Okun, especialista nos distúrbios do sono da mulher e professora da Universidade de Pittsburgh (EUA), isso é comum: 75% das grávidas apresentam algum tipo de dificuldade para dormir durante a gestação e 25% delas chegam a ter queixas sérias, especialmente nos três primeiros meses. Os números vêm de estudos que buscam entender o que acontece com o sono nesse período e de que maneira essas transformações se relacionam com a saúde da mãe e do feto. As alterações normalmente estão ligadas a mudanças que acontecem no corpo, como variações hormonais, vontade de fazer xixi toda hora e picos de ansiedade decorrentes da expectativa pelo parto. Esses fatores somados, claro, não deixam você atingir o relaxamento necessário para que o sono chegue – e fique. Afinal, com tantas dúvidas e expectativas, é ainda mais difícil relaxar e dormir bem. Para acabar de vez com esse problema elencamos as maiores questões relacionadas ao sono. As respostas você confere a seguir.

Sites de relacionamento apostam em cheiro e exame de saliva para formar casais.


Em um bar no leste de Londres, homens e mulheres se amontoam ao redor de uma mesa repleta de sacos plásticos contendo camisetas. Eles retiram as camisetas dos sacos, aproximam elas do nariz e inalam para sentir o cheiro.

Esse é o ritual típico de um novo tipo de evento organizado pelo lucrativo mundo das empresas de relacionamento online. A ideia é encontrar o par perfeito através do efeito do "cheiro", ou melhor, do poder de atração dos feromônios - substâncias químicas que podem ter efeitos sociais ou sexuais em seres humanos, e no mundo animal, em particular, podem gerar reações específicas, além de ajudarem na identificação de gênero.

Os participantes do encontro, em busca de um parceiro ou parceira, dormiram com a mesma camiseta por três noites; essas são colocadas em sacos plásticos numerados. Quem gostar do cheiro de uma camiseta pode ter sua foto tirada segurando o saco plástico numerado. As fotos são então projetadas em uma parede, e o dono da camiseta fica livre para procurar a pessoa segurando seu número.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Brasileiro ainda considera mulher responsável por violência sexual, diz estudo.


Estudo do Ipea aponta que para 42,7% dos brasileiros "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas".

A maioria dos brasileiros ainda considera a mulher como responsável pela violência sexual, de acordo com estudo divulgado nesta quinta-feira (27) pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea). Para a pesquisa, foram entrevistadas 3.810 pessoas entre maio e junho do ano passado.

Para 35,3% dos entrevistados, "se as mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros" e para 42,7%, "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas". Esta é a parcela que concordou totalmente com as afirmações. Jovens e moradores das regiões sul e sudeste têm menos chances de culpar o comportamento feminino pela violência sexual. A chance também é menor à medida em que aumenta o nível educacional do entrevistado. Católicos têm chances 1,4 maior de concordar total ou parcialmente com a afirmação. Entre evangélicos, a chance é 1,5 vez maior.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Saiba como escolher o melhor fone de ouvido para você.


Escolher um fone de ouvido já foi mais fácil. E mais sem graça. Desde a entrada da Beats by Dr. Dre, em 2009, o mercado vive outro momento. Atualmente, o fone de ouvido é mais do que um acessório para escutar música. Ele é um adereço de moda e faz parte do estilo de vida. E os especialistas concordam: o Beats By Dr. Dre foi o motor propulsor desta nova onda de fones de ouvido não apenas bons como também bonitos.

Mas, nesse mar de opções, como escolher o melhor fone para você? Para responder esta pergunta, o iG conversou com Alexandre Algranti, diretor de vendas e marketing para o Brasil da Audio-Technica, Caio Marques, especialista de produto da Panasonic, e Marcos Uematsu, gerente de produto de Áudio da Sony Brasil.

Veja alguns fones de ouvido à venda no Brasil

quarta-feira, 26 de março de 2014

Dieta sem Glúten.


Na dieta sem glúten é necessário substituir os alimentos que contenham o glúten por produtos sem essa proteína, como é o caso do arroz e seus derivados (farinha de arroz), milho e seus derivados (farinha de milho, fubá e amido de milho), batata (fécula de batata), mandioca (farinha de mandioca, polvilho azedo, polvilho doce).

O glúten é uma proteína vegetal, presente no trigo, na aveia, no centeio, na cevada, no malte, e em todos os produtos que utilizam um desses ingredientes em seu preparo, como é o caso de bolos, pães, pizza, bebidas fermentadas como a cerveja.

Atualmente, pessoas que não são portadoras da doença celíaca (que causa intolerância à proteína) estão excluindo o glúten da alimentação com a finalidade de emagrecimento. É importante esclarecer que o glúten isoladamente não é responsável pelo aumento de peso, e sim o consumo excessivo de alimentos que o contenham, como é o caso de pães, biscoitos, pizzas e bolos. Sendo assim, essas pessoas que emagrecem retirando o glúten da alimentação não estão emagrecendo pela exclusão dessa proteína, e sim, porque o consumo de calorias está menor.

Vantagens da Dieta sem Glúten

Segundo o CRN (Conselho Regional de Nutricionistas) essa dieta só deve ser seguida por pessoas portadoras da doença celíaca, na qual há uma intolerância do organismo em relação ao glúten, o que pode ocasionar lesões na parede intestinal que pode resultar em deficiência na absorção de nutrientes.

Desvantagens da Dieta sem Glúten

Não existem evidências cientificas que comprovem que a exclusão dessa proteína por pessoas que não possuam a intolerância ao glúten favorecerá o emagrecimento.

terça-feira, 25 de março de 2014

Doença autoimune pode ter origem em prótese e algumas vacinas.


Próteses de silicone e algumas vacinas estão sendo apontadas como fatores desencadeantes de uma nova doença autoimune que provoca inflamações graves nas articulações e dores crônicas. Batizada de síndrome Asia, a doença é rara e se manifesta predominantemente em pessoas com predisposição genética a enfermidades autoimunes, como psoríase e lúpus.

Primeiro a descrever a doença na literatura científica e associá-la aos fatores desencadeantes, o médico israelense Yehuda Shoenfeld explicou ao Estado que tanto o silicone quanto algumas substâncias presentes em vacinas, quando em contato com as células humanas, podem provocar uma reação anormal do sistema imunológico.

"No caso do silicone, a reação pode ocorrer quando há ruptura da prótese, mas também quando ela está íntegra, porque o implante libera moléculas no sangue. Já a vacina tem substâncias como o alumínio, que provocam essa reação", disse ele na quarta-feira, em Punta del Este, no Uruguai, no Congresso da Liga Panamericana de Associações de Reumatologia (Panlar).

Por que carboidrato 'dá barriga'?


Pães, bolos, biscoitos e massas. Esse conjunto saboroso que provoca salivação na maioria de nós de inocente não tem nada. Após consumidos, os carboidratos brancos se transformam facilmente em gordura que se aloja principalmente na barriga e de lá custa a sair.

Isso acontece, explica Viviane Pereira, nutricionista do Mundo Verde, porque a região abdominal tem mais facilidade para armazenar gorduras. “Os carboidratos e gorduras são os principais fornecedores de energia do organismo e são estocados para que haja energia disponível em momentos em que não se consome alimentos, como durante uma noite de sono."

O problema é quando o organismo guarda gordura em excesso. O carboidrato branco, ao ser digerido, se transforma em glicose, que cai na corrente sanguínea. Só que o sangue não pode ficar doce. Quem faz a "limpeza" para transformar a glicose em energia é a insulina. Se tem muita glicose, também se tem muita energia. Se ela não for gasta por meio de exercícios físicos é armazenada como gordura no lugar mais fatídico: a barriga.

domingo, 23 de março de 2014

10 erros para evitar na limpeza da casa.


A limpeza da casa envolve questões que muita gente nem imagina. Na busca por tirar a sujeira de forma rápida e eficiente, erros são cometidos e problemas irreversíveis acontecem. O uso de esponjas de aço, por exemplo, em superfícies metálicas não é recomendado por especialistas e fabricantes, já que o produto abrasivo pode estragar os materiais. A famosa mistura de diversos produtos, uma verdadeira “bomba química”, que donas de casa criam para faxinar também deve ser evitada. “Tal aposta é perigosa e, na maioria dos casos, ineficiente. Combinações como a de sabão em pó e cloro não funcionam porque os elementos se neutralizam”, afirma Oswaldo Logo, gerente da House Shine.

Antes de começar a limpeza o mais indicado é se planejar. Enganos comuns conseguem ser evitados quando as características dos locais a serem limpos são conhecidas. Por isso, é necessário saber exatamente quais os tipos de revestimentos e materiais estarão presentes nos ambientes.

Evite limpar diversos ambientes da casa com o mesmo pano. Espaços de gordura intensa – a cozinha, por exemplo – têm micro-organismos típicos que não devem se espalhar.

sábado, 22 de março de 2014

Como manter a beleza em dia sem maquiagem.


Em uma pesquisa conduzida pela empresa Beurer no Reino Unido no começo de 2014, 2000 mulheres responderam perguntas sobre seus hábitos de beleza. Com os dados coletados, descobriu-se que, em média, a mulher britânica passa 13 horas por dia com maquiagem. Isso significa que mais da metade de sua vida está coberta por base, pó e batom. Já no Brasil, de acordo com pesquisa do instituto Sophia Mind, 85% das mulheres de classe B e C se dedicam diariamente à maquiagem e 80% consideram indispensável carregar um batom na bolsa.
Fora os problemas de saúde que podem aparecer com o uso exagerado de maquiagem, como acúmulo de metais pesados e surgimento de acne, o hábito constante de cobrir o rosto tem sido contestado por mulheres do mundo todo por exaltar ideais de beleza irreais.
No Brasil, um movimento contrário tem crescido na blogosfera, encabeçado por blogs como o carioca Girls With Style (GWS), que lançou a campanha “terça sem make”. As blogueiras sugerem às leitoras sair um dia por semana “de cara lavada”, e têm como objetivo libertar as mulheres de um conceito de beleza utópico e desgastante. “As pessoas são bonitas como são, todo mundo tem algo que não gosta em si mesmo e tudo bem.”, explica Carol Guido, uma das três autoras do GWS.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Muitas mulheres abrem mão da camisinha para agradar seus parceiros.


Sempre que os sentimentos da experiência do momento afloram, nossas tomadas de decisão também mudam. Na hora H, agimos mais com emoção do que com a chata da razão. Exemplo: Se eu me perguntasse, antes da minha entrevista com a Patrícia Araújo [ faz anos que isso aconteceu mas é impossível esquecer aquele monumento], qual o grau de atração que eu tenho por travestis, não hesitaria em afirmar que numa escala de zero a dez, zero. Ao me deparar com a deusa, e no ápice da entrevista, se eu me fizesse essa mesma pergunta, provavelmente, minha resposta mudaria. Passaria pra uns oito ou 10, seja pelo meu encantamento por estar diante de uma mulher fascinante, pela quebra de preconcepções ou por pura excitação mesmo.

Todo mundo fala que não abre mão da camisinha, mas a irrigação de hormônios muda esse quadro rapidinho. Somos previsivelmente e deliciosamente irracionais. A cultura do imediatismo, onde tudo é acelerado, também diminui o valor da qualidade das experiências, privilegiando a quantidade. Orgasmo parece ser sinônimo de pressa, por mais lento que o processo pareça. Uma eterna cegueira enquanto dura. Talvez um dos únicos segundos em que as pessoas consigam pensar somente e tão somente no momento presente.

quinta-feira, 20 de março de 2014

O universo da Síndrome de Down.


No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, a cada 600 a 800 nascimentos, uma criança tem síndrome de Down, independentemente de etnia, gênero ou classe social. Trata-se de uma alteração genética causada por um erro na divisão celular em sua fase embrionária. Os portadores possuem três cromossomos no par 21 e a sua causa não é conhecida.

As características típicas da síndrome, são determinadas pelo excesso de material genético no cromossomo 21:

- Olhos oblíquos, rosto arredondado, mãos menores e dedos mais curtos;
- Hipotonia (tônus muscular baixo) o que reduz a força dos músculos;
- Aprendizagem mais lenta.

O universo da Síndrome de Down é composto por muita pesquisa e estudos de casos, por isso com o intuito de esclarecer principais dúvidas, selecionamos e reunimos uma série de informações importantes: