quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Sete maneiras de se exercitar sem ir à academia.



Com a chegada do verão, aumenta o número de frequentadores das academias, ávidos para tornear o corpo que vão exibir durante a estação. Mas esse ambiente não é agradável para muitas pessoas que querem se exercitar. "Quem procura a academia mais para os benefícios à saúde do que à estética, geralmente se frustra, porque encontra um lugar cheio de jovens com corpos esculturais", diz Bruno Modesto, educador físico da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFE-USP).

Exercitar-se fora da academia traz tantos benefícios quanto malhar dentro dela, com a vantagem da liberdade de escolha de horário e local. "O mais importante é a pessoa descobrir alguma atividade de que goste. Só assim ela conseguirá repeti-la o suficiente para os resultados aparecerem", explica a educadora física Mara Patricia Chacon, professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O primeiro passo, portanto, é o atleta identificar o seu perfil. Enquanto para alguns a hora de se exercitar é um momento de relaxamento e reflexão, outros encaram a ginástica como uma atividade social, e consideram indispensável a companhia durante os exercícios. "Os que preferem ficar sozinhos podem optar por caminhada ou corrida no parque, enquanto pensam na vida. Já os que gostam de ter gente ao redor podem se sentir mais estimulados praticando esportes em grupo", afirma Mara.

Exercitar-se fora de uma academia requer alguns cuidados, como passar por uma avaliação médica a fim de prevenir eventuais lesões e prejuízos à saúde. É recomendável também conversar com um educador físico para saber quais são as modalidades indicadas em cada caso.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Confira o ranking dos 13 melhores abdominais para secar e definir a barriga.

Se você deseja ter uma barriga tanquinho, mas não sabe em qual exercício investir ou qual abdominal será garantia de sucesso, chegou a hora da verdade. Uma pesquisa realizada no laboratório de biomecânica da Universidade de São Diego, nos Estados Unidos, avaliou os efeitos de 13 exercícios comumente praticados por quem quer esculpir os músculos da barriga e dar adeus à gordura localizada.

Os pesquisadores analisaram 30 homens e mulheres na faixa etária de 20 a 45 anos com uma técnica chamada eletromiografia - para identificar quais músculos estavam trabalhando e com que intensidade isso acontecia. Eles ainda avaliaram se os músculos que não deveriam ser solicitados estavam entrando no exercício e se haviam queixas dos participantes após a atividade. O fisiologista do exercício Raul Santo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) faz a ressalva: "Antes de fazer o abdominal, é importante definir o número de séries e repetições junto a um profissional". A quantidade será definida de acordo com o nível de preparo físico individual e ainda dependendo da intensidade do exercício. Uma boa avaliação anterior ao treinamento garante um treinamento eficaz e sem lesões. O resultado da pesquisa norte-americana é o ranking que você confere a seguir com os exercícios que mais ajudam a secar o abdômen. Invista neles para conquistar a barriga sarada.

Abdominal oblíquo

Não é à toa que esse abdominal é o campeão no quesito fortalecimento. Exercícios que exigem constante estabilização abdominal, como esse, são os que mais geram trabalho aos músculos abdominais. O fisiologista Raul Santo conta que o objetivo dos abdominais é fortalecer o músculo reto abdominal - que é o maior de todos -, os transversos e os oblíquos (internos e externos). O especialista conta que além de garantir o fortalecimento de todos esses músculos - já que é preciso estabilizar todo o abdômen - os músculos mais solicitados são os oblíquos, devido ao movimento de inclinação do tronco.

domingo, 19 de outubro de 2014

Disfunção erétil pode ser tratada com mudanças no estilo de vida, diz estudo.


Um novo estudo do Freemasons Foundation Centre for Men's Health da Universidade de Adelaide, na Austrália, descobriu que homens com disfunção erétil nem sempre precisam de medicamentos para tratar o problema: bastam dieta, exercícios e outras mudanças de estilo de vida.

Perder peso, comer melhor, ser mais ativo, beber menos álcool e dormir melhor podem ajudar a reverter problemas que contribuem para a impotência, de acordo com a pesquisa publicada em abril no Journal of Sexual Medicine.

Para o trabalho, foram recolhidos os dados de mais de 800 homens australianos selecionados aleatoriamente, com idades entre 35 e 80 anos no início do estudo. Durante cinco anos, o desejo sexual da amostragem foi avaliado por meio de um questionário padrão que abordou o interesse em se envolver com outra pessoa na atividade sexual, o interesse em se envolver em comportamento sexual por si mesmo e a falta de interesse na intimidade sexual.

A função erétil também foi avaliada utilizando um sistema de pontuação padrão. Os pesquisadores levaram em conta fatores como altura, peso, pressão arterial, quantidade de gordura corporal, idade, escolaridade, estado civil, ocupação e tabagismo. Depressão, apneia obstrutiva do sono, uso de medicação, dieta, consumo de álcool e atividade física também foram avaliados, assim como os níveis sanguíneos de glicose, triglicérides e colesterol.

sábado, 18 de outubro de 2014

Sete autoexames muito simples para verificar sua saúde.

Você já parou para medir a sua frequência cardíaca? Um procedimento relativamente simples que você mesmo pode fazer em casa pode trazer alertas importantes à sua saúde. É importante estar atento a alguns sinais do corpo que podem indicar doenças, principalmente em pessoas que tem histórico familiar e outros fatores de risco. Separamos alguns autoexames simples que servem de alerta para você conversar com o médico e pedir exames laboratoriais e clínicos complementares. Confira:

Circunferência da cintura

Estar com as medidas da cintura acima do recomendado indica uma concentração de gordura na região. O acúmulo de gordura no abdômen se relaciona com diversas disfunções metabólicas, que elevam o risco de hipertensão arterial, diabetes, colesterol alto. Quando associados, esses fatores de risco elevam as chances de doenças cardíacas e diabetes. "As recomendações atuais são as de que a circunferência abdominal não ultrapasse 102 cm nos homens ou 88 cm nas mulheres", afirma o cardiologista Raffael Fraga, do Núcleo de Cardiologia do Hospital Samaritano de São Paulo. Para fazer essa medida, explica o profissional, basta posicionar uma fita métrica em volta do abdômen, na altura do umbigo, mantendo a barriga relaxada e tendo o cuidado de verificar se em toda a sua extensão a fita está paralela ao plano do chão. Caso você esteja acima do indicado, é necessário ir ao médico fazer alguns exames de rotina e procurar um plano de emagrecimento e atividade física.

Frequência cardíaca em repouso

A medição dos batimentos cardíacos pode ser feita manualmente ou através de frequencímetros (relógios que possuem uma fita torácica com sensores e transmissores que indicam os batimentos cardíacos). De acordo com o cardiologista Raffael, a frequência cardíaca pode ser medida de forma manual em qualquer lugar do corpo onde possa ser detectada a pulsação arterial, sendo os locais mais comuns o pulso carotídeo (pescoço, logo abaixo da mandíbula) e radial (no pulso).

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Saiba quando o nosso organismo está (literalmente) pedindo água.

A hidratação é importante, pois melhora a função dos rins e facilita a liberação de substâncias nocivas, além de garantir a manutenção da performance no exercício. Mas como saber quando nosso organismo está (literalmente) pedindo água? A seguir, confira os principais sinas de desidratação para não ficar mais na seca:

Menor produção de suor: fácil de perceber com 45-60 minutos de exercícios aeróbicos. A pele reduz muito o ritmo de produção de suor, portanto, tem maior dificuldade de controle da temperatura corporal, que tende a subir.

Dor de cabeça: sinal de falta de água e de alta temperatura corporal (hipertermia). A hipertermia leva à morte por danos cerebrais quando a temperatura passa de 42°.

Pouca produção de urina e, em geral, amarela mais escura: maior sobrecarga aos rins. Quando muito frequente, pode levar a prejuízo irreversível ao órgão.

Menor salivação: um indício perceptível logo no início da desidratação. É fácil perceber, pois causa muito incômodo (difícil engolir um biscoito, por exemplo).

Câimbras: pouco líquido no corpo gera desequilíbrio de sais e de água nas células, prejudicando suas funções, inclusive a de contração.


(Fonte: nutricionista Andre Pellegrini, do Instituto do Atleta – INA, de São Paulo)

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Leite e derivados são aliados contra hipertensão.

Um estudo feito pela Universidade Wageningen, na Holanda, comprovou o que diversas pesquisas já haviam dito. O consumo de leite e derivados ajuda mesmo a reduzir os riscos de hipertensão. O trabalho dos pesquisadores dos países baixos foi apresentado recentemente no 12º Congresso Euro Fed Lipid, realizado no mês passado, na França.

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores revisaram nove estudos que envolviam 57256 participantes e 15367 casos de pressão alta. No fim do levantamento, os cientistas verificaram que os voluntários que consumiram, diariamente, dois copos de leite ou de produtos lácteos (como iogurte e queijos, por exemplo) tinha menos chances de desenvolverem o problema.


A pesquisa holandesa ainda descobriu que esse tipo de alimento não está relacionado a doenças como aterosclerose ou derrame. Entretanto, os estudiosos consideram que mais pesquisas sobre o tema devem ser realizadas.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

7 Tipos de homem que espantam as mulheres.

As pessoas dizem que você nunca deve julgar um livro pela capa. Mas, no final das contas, a primeira impressão é a que fica. Seja ao ter que decidir qual massa de tomate escolher no supermercado, seja escolher uma parceira. Mulheres não são diferentes.

Se você não for capaz de surpreendê-la logo no início, muito dificilmente terá uma segunda chance.

Veja os 7 tipos de homens que as mulheres querem manter distância.


1- O que se acha

Homens que se acham melhores que os outros são repulsivos para qualquer pessoa, mas principalmente para as mulheres. Não importa se você está oferecendo o melhor encontro que ela já teve, basta tratar um garçom mal ou ficar contando vantagem por pequenas coisas que todo seu sacrifício anterior vai por água abaixo.

2- O carente

Mulheres querem distância de homens carentes. Se um homem fica telefonando ou mandando mensagens apaixonadas a todo instante, se são sensíveis demais, se reclamam quando a mulher não pode atender o telefone imediatamente, as mulheres vão se afastar. Homens grudentos destroem qualquer relacionamento, por mais que a mulher esteja apaixonada.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Entenda o sexo tântrico e saiba como começar.

Sem pressa. A principal diferença entre o sexo convencional e o sexo tântrico é esta: no tântrico, não existe a afobação para chegar ao orgasmo que marca as relações sexuais com que os povos ocidentais estão acostumados. “O objetivo é ter intimidade e conexão com o parceiro e consigo, prestando atenção ao momento presente, sem se preocupar com o que vai acontecer no momento seguinte”, explica a tantra e sex coach Paula Fernanda Andreazza.

O orgasmo não é obrigatório nem para o homem nem para a mulher. “Ela não precisa fingir para agradar ao parceiro. Ele não precisa ejacular. O que importa é o caminho”, diz Paula. Sem pressão por performance, a energia fica voltada para si e para o outro, para os olhares, para a respiração, para as carícias. É o “estado de presença”, ou seja, estar ali de corpo e alma, sem pensar em outros assuntos.

É por isso que essa prática tem a fama de render horas de sexo. Dando a devida importância a cada gesto, toque e sensação, a relação sexual dura em média quatro horas, segundo Deva Nishok, coordenador do Centro de Desenvolvimento Integral Metamorfose, onde são difundidos os princípios da Visão Tântrica do Caminho do Amor.

Ele afirma, ainda, que mais importante que o tempo é a qualidade dessa relação: “É muito mais significativa, porque é de conexão. Boa parte da quebra de relacionamentos vem da frustração sexual, e o sexo tântrico resgata relações, cura emocionalmente, cicatriza feridas”.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Está acima do peso? Veja quais as técnicas para perder os quilos extras.

É fato: o Brasil está engordando. Mais de 50% da população está em sobrepeso ou obesa, e o impacto desse ganho de peso reflete na saúde em geral, causando problemas que poderiam ser evitáveis. Entre eles estão os eventos cardiovasculares, como infarto e AVC, bem como diabetes e câncer. Sabe-se hoje que o excesso de gordura corporal está ligado ao aparecimento de 15 tipos de câncer em diferentes partes do corpo. Mas como se prevenir?

O ideal, segundo o endocrinologista Bruno Zilberstein, do Hospital Samaritano, é que a prevenção comece ainda na infância, porque é nessa fase que se formam as células que armazenam gorduras. “Essas células já formadas não desaparecem nunca, apenas ‘murcham’ quando a pessoa emagrece”, explica. Logo, uma criança magra tem menos propensão a virar um adulto obeso.

O sedentarismo também contribuiu para o aumento do peso do brasileiro. “Cada vez mais se vê pessoas sentadas o dia todo dentro de escritórios, com controles remotos, telefones sem fio, celulares, tudo o que diminui a capacidade de fazer atividade física, seja da mais simples às mais complexas”, explica o endocrinologista Bruno Halpern, coordenador do Centro de Controle de Peso do Hospital 9 de Julho.

domingo, 12 de outubro de 2014

Conselho de Medicina de SP autoriza médico a prescrever derivado de maconha.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) publicou uma resolução que regulamenta o uso do canabidiol (CDB) nas epilepsias refratárias a tratamentos convencionais.

Segundo o órgão, a medida é baseada em "estudos consistentes que têm demonstrado o potencial do canabidiol em diminuir a frequência de crises convulsivas entre esses pacientes".

O canabidiol é um dos 80 princípios ativos extraídos da maconha e não tem efeitos psicotrópicos. "É importante esclarecer que o uso do CDB não induz a efeitos alucinógenos ou psicóticos, assim como não apresenta efeitos inibitórios relevantes à cognição humana", afirma a entidade que congrega cerca de 120 mil médicos no Estado de São Paulo.

Segundo o vice-presidente Mauro Aranha de Lima, “o Cremesp entende que a principal justificativa para seu uso é a não efetividade dos medicamentos convencionais à essa forma grave de epilepsia, o que acaba por levar os lactentes e as crianças acometidas, pela sequência inexorável de múltiplas crises convulsivas, a retardo mental profundo e até mesmo à morte”.

Apesar de o CBD ainda não ter registro da Anvisa, a agência tem permitido a importação da substância mediante prescrição e laudo médico que contenha a justificativa para a utilização do componente, além de exigir do médico e do paciente um termo de consentimento livre e esclarecido para a liberação de seu uso clínico.

O canabidiol não induz efeitos alucinógenos ou indutores de psicose, ou mesmo efeitos inibitórios relevantes na cognição humana e possui, nos estudos disponíveis até então, um perfil de segurança adequado e com boa tolerabilidade.

Para a aprovação do uso, o Cremesp levou em consideração os Princípios Fundamentais do Código de Ética Médica, que diz que o "alvo de toda a atenção do médico é a saúde do ser humano, em beneficio da qual deverá agir com o máximo de zelo e o melhor de sua capacidade profissional".

Por iG São Paulo.

sábado, 11 de outubro de 2014

Brasil se aproxima de africanos e árabes ao proibir aborto, diz estudo.


Totalmente legalizado em 61 países, o aborto ainda é tabu no Brasil e na maioria das nações em desenvolvimento. É o que mostra o relatório The World's Abortion Laws 2014 (Leis de Aborto no Mundo), recém-publicado pela entidade americana Center For Reproductive Rights. De acordo com o mapa-mundi do aborto, o Brasil é uma entre as 66 nações latino-americanas, africanas, asiáticas e árabes em que interromper a gravidez é crime.

O estudo crava em 22 milhões o número de pessoas que fazem aborto sem segurança em todo mundo a cada ano. Desses procedimentos, 47 mil mulheres saem da clínica sem vida enquanto cinco milhões delas voltam para casa com algum ferimento. O mais alarmante: 98% desses abortos, mortos e feridos ocorrem em países onde a interrupção da gravidez é proibida.

Desde que o primeiro mapa-relatório foi publicado, há 20 anos, 30 países legalizaram o procedimento ou diminuíram sua restrição a ele. No mapa acima, 61 países pintados de verde - onde moram 39,5% da população mundial - permitem o aborto. Na sequência aparecem os países onde essa decisão é proibida (em vermelho): 66 países e 25,5% da população.

Já nas 59 nações pintadas de laranja, o aborto (13,8% da população mundial) é aceito apenas quando a gravidez coloca a vida da mulher em risco em razão de alguma doença pré-existente. Para 21,3% da população dos 13 países pintados de amarelo, o aborto é permitido à mulher que comprovar situação de extrema pobreza ao ponto de não conseguir criar o bebê.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Pesquisadores descobrem que câncer de pulmão pode ficar escondido por 20 anos.

Pesquisadores britânicos descobriram que muito antes de se tornar a doença tão agressiva e temida, o câncer de pulmão pode ficar inativo por até duas décadas no organismo do paciente. Isto ajuda a explicar porque a doença é tão resistente, e também porque um número considerável de pacientes tem recaída mesmo após a cirurgia.

A equipe de pesquisadores do Centro de Pesquisas de Câncer do Reino Unido estudou o caso de sete pacientes (incluindo fumantes e não fumantes) e descobriram que os primeiros erros genéticos, que causam o câncer, podem existir sem serem detectados por muitos anos até que erros adicionais ativem o rápido desenvolvimento da doença.

Os pesquisadores encontraram provas, em dois tumores de ex-fumantes, que alterações de genes relacionados ao câncer ocorreram enquanto os pacientes ainda estavam fumando. “Surpreendentemente, esses pacientes pararam de fumar há 20 anos, indicando que eventos ocorreram provavelmente há mais de 20 anos. Não temos certeza ainda se se trata de um pré-tumor maligno ou se já era um tumor. De qualquer forma, isto sugere que algo que se tornou um tumor já estava presente no pulmão há mais de 20 anos”, disse ao iG Nicholas McGranahan, um dos autores do estudo publicado nesta quinta-feira (9) no periódico científico Science.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Conheça os exercícios que ajudam a perder a gordura localizada.

É difícil encontrar alguém que não se incomode com uma gordurinha extra presente em algum lugar do corpo. Ela pode estar na barriga, culote, parte interna das coxas, cintura, braços ou costas. A boa notícia é que essa gordura localizada pode sumir, ou ao menos diminuir, com a combinação de exercícios e dieta balanceada.

Para iniciantes os exercícios com características aeróbicas são importantes, pois vão agir usando predominantemente a gordura como fonte de energia, mas devemos frisar que a gordura sai do corpo como um todo e não apenas naquela região que está sendo exercitada. "Porém, o que as pessoas querem não é só a redução de gordura, mas também a definição muscular e isso ocorre quando há menos gorduras e mais músculos. Por isso, é importante fazer também um trabalho muscular dando ênfase na região que deseja ter mais resultados estéticos", conta o personal trainer Givanildo Matias, da rede Test Trainer.

Uma estratégia tem sido muito utilizada nas atividades físicas para se obter a desejada definição muscular. "A linha de raciocínio e a ciência sugerem os treinamentos intervalados de alta intensidade que podem ser apenas aeróbicos ou combinados com o trabalho de força/resistência muscular (musculação, treinamento funcional, pilates, etc). Algo como dois minutos correndo na esteira e dois andando para o trabalho aeróbico e se quiser pode ser inserido uma série com 2 ou 3 exercícios musculares a cada ciclo desse", orienta Matias. Essa estratégia trará mais adaptações positivas no corpo e de contrapartida ainda irá contribuir muito com a queima de gordura, pois esse formato gera um débito de oxigênio e faz que o corpo fique com o metabolismo mais acelerado durante alguns minutos ou horas depois para cobrir o prejuízo. Uma observação que não pode faltar é que o praticamente já precisa estar razoavelmente bem condicionado para iniciar esse tipo de trabalho.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

7 Perguntas e respostas sobre infertilidade.


Você está tentando engravidar, nada acontece e só surgem dúvidas. Será infertilidade? Confira uma série de 7 perguntas e respostas com a ajuda da Dra. Paula Fettback, Ginecologista, Obstetra e Especialista em Reprodução Humana e médica da Clínica Mãe e Colaboradora do Centro de Reprodução Mário Covas da FMUSP.

1 . Quais os principais sinais e sintomas que podem levar o casal a pensar que é infértil?

Geralmente, um casal só descobre que apresenta algum fator relacionado à infertilidade quando começa a tentar engravidar e não consegue. Alterações nas tubas uterinas, síndrome dos ovários policísticos – que cursa com dificuldade de ovulação e ciclos menstruais bastante irregulares – e a endometriose, associada a cólicas menstruais, dor para ter relação e alterações intestinais, são alguns dos principais fatores nas mulheres. Nos homens, a varicocele – varizes nos testículos que podem iniciar desde a adolescência e cursar com dor local e inchaço – é o principal problema.

2 . Quando procurar um especialista?

O ideal é procurar após um ano de relações sexuais no período fértil sem prevenção. Caso a mulher tenha mais que 35 anos, orientamos investigação após seis meses de tentativas.

3 . Quais os principais exames?

Antes de iniciar qualquer tratamento, o casal deve ser avaliado por um especialista. A seguir, exames laboratoriais e de imagem serão solicitados de acordo com cada caso. Para as mulheres, os exames iniciais são: perfil hormonal e ultrassom transvaginal para avaliação da reserva ovariana e histerossalpingografia (exame que avalia as tubas e a cavidade uterina).

Para os homens, o espermograma (pelo menos duas amostras em tempos diferentes) é o principal exame, sendo que os demais são solicitados conforme o caso.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Conheça 5 elementos que ajudam no combate ao envelhecimento da pele.

Todos os dias novos produtos que prometem retardar os sinais da pele aparecem no mercado. As opções são infinitas e fica até difícil escolher o que será melhor para o famoso rejuvenescimento.

Para ajudar na escolha, o Universo Jatobá, reuniu cinco ativos anti-idades que estão no mercado e realmente funcionam para a pele.

1 – RETINOL

Derivado de Vitamina A, ao ser aplicado na pele, transforma-se em ácido retinóico. O retinol age dentro da célula e promove o rejuvenescimento. Entre os seus benefícios está o fato de que ele estimula a produção de colágeno novo, o que é ótimo. O melhor horário de ser usado é durante a noite. A idade ideal para se começar a utilizar o produto é a partir dos 35 anos.

2 – VITAMINA C

Presente em diversos alimentos, como a laranja, acerola e caju, a vitamina C atua como um ótimo antioxidante – ou seja, atua na ação dos radicais livres e moléculas que causam o envelhecimento. O elemento também estimula a formação do novo colágeno e ajuda a proteger a pele. A vitamina C é encontrada em diversos cremes e pode ser utilizado tanto de dia quanto de noite.

3 – AQUAPORINAS

São as proteínas que formam os poros nas membranas da pele e que permitem a entrada e saída da água. Acontece que, com o passar dos anos, esse tipo de proteína diminui e é preciso fazer uma reposição, com aquaporina sintética. A versão é encontrada em diversos cosméticos. O produto é indicado a partir dos 30 anos.

4 – ÁCIDO HIALURÔNICO

É um dos açúcares que existem na pele e formam uma espécie de “gelatina”, com fibras, colágeno e elastina. Acontece que, com o passar dos anos, o nosso organismo para de produzir esse tipo de elemento. O ácido pode ser comprado em forma sintética e tem efeito hidratante, porque ajuda na retenção de água na pele. A partir dos 25 anos, já é possível consumir o produto.

5 – VITAMINA E

Presente nas castanhas, vegetais verdes escuros, oleaginosas, fígado bovino, entre outros. Ela é um oxidante capaz de regenerar o colágeno. Também tem efeito protetor contra a radiação solar. Não existem contra indicações para o uso.

Por Universo Jatoba

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Ebola.


O que é Ebola?

Ebola é uma doença causada por um vírus de mesmo nome, e seu principal sintoma é a febre hemorrágica, que causa sangramentos em órgãos internos. O vírus é nativo da África, onde surtos esporádicos ocorrem ao longo de décadas.

É uma doença grave e muitas vezes fatal, com uma taxa de letalidade de até 90%, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). O ebola é transmitido pelo contato direto com o sangue, fluidos corporais e tecidos de animais ou pessoas infectadas. Pacientes gravemente doentes requerem tratamento de suporte intensivo. Durante um surto, aqueles com maior risco de infecção são os profissionais de saúde, familiares e outras pessoas em contato próximo com pessoas doentes e pacientes falecidos.

domingo, 5 de outubro de 2014

Circuncisão é procedimento seguro e não afeta desempenho no sexo.

 Sexóloga esclarece as origens, as vantagens e os riscos da cirurgia de remoção do prepúcio, um dos mais antigos procedimentos da humanidade.

"Desejo há muitos anos realizar a circuncisão, tenho muito prepúcio, mas tenho vergonha de fazer. Como proceder?"

A circuncisão é um procedimento realizado em diferentes culturas, principalmente entre judeus e muçulmanos. Os motivos podem ser de cunho religioso, cultural, estético e de saúde.

A circuncisão, como sentido bíblico no Velho Testamento, representava a aliança entre Deus, Abraão e seus descendentes; entre Deus e o povo eleito.

Para algumas culturas é um rito de passagem do menino no início da puberdade, como acontece em certos grupos étnicos sul-africanos, por exemplo, os xhosa. Nestes casos, o procedimento tem grande risco de desenvolver uma infecção podendo levar à morte ou à deformação do pênis, pela falta de higiene.

No que se refere à saúde, alguns estudos revelam que a circuncisão previne certas doenças como o câncer de pênis, DSTs, herpes genital e HIV. A justificativa pode estar na melhor higienização do órgão.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Vida saudável reduz pela metade casos de diabetes gestacional.

O mantra de manter hábitos saudáveis antes mesmo da gravidez ganhou um reforço esta semana. Um novo estudo mostrou que atitudes saudáveis podem reduzir quase 50% dos casos de diabetes gestacional, complicação comum e que tem implicações para a saúde de mães e bebês no longo prazo.

Ao longo das últimas décadas foram identificados vários fatores de risco para a diabetes gestacional que seriam facilmente modificáveis ​​antes da gravidez. Entre os fatores estão a manutenção de um peso saudável, uma dieta saudável, atividade física regular, e o não tabagismo.

A equipe de pesquisadores baseada nos Estados Unidos examinou os efeitos de quatro fatores de estilo de vida - manutenção de um peso saudável, uma dieta saudável, atividade física regular, e o não tabagismo. Além de concluir que hábitos saudáveis poderiam reduzir quase que pela metade os casos de diabetes gestacional, eles também calcularam quanto cada fator poderia ser considerado preventivo para a diabetes gestacional.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Outubro Rosa.

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação de prédios público em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.


A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo-SP. No dia 02 de outubro de 2002 quando foi comemorado os 70 Anos do Encerramento da Revolução, o monumento ficou iluminado de rosa "num período efêmero".   Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos iluminaram de rosa o Obelisco do Ibirapuera em alusão ao Outubro Rosa.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Dia Internacional do Idoso.

1º de outubro é o Dia Internacional do Idoso. É importante ressaltar que o idoso tem um papel fundamental em todas as sociedades. Eles são líderes, trabalhadores, aposentados, detentores de sabedoria, avós, cuidadores e voluntários.

O número e a proporção de idosos crescem rapidamente. Nas últimas três décadas, o número dobrou. Em 2050, a população mundial de pessoas com idade superior a 60 anos chegará a um total de dois bilhões, o que significará uma importante mudança no perfil demográfico do mundo, com consequências para todos.

Trata-se de um fenômeno extraordinário com consequências para cada comunidade, cada instituição e cada pessoa, jovem ou velha. Com o aumento da população idosa, multiplicam-se os desafios, tais como: acesso à educação; desfrutar de uma boa longevidade e boa saúde física e mental; participação ativa dos idosos na sociedade; combate ao abuso, à negligência, violência e maus tratos, combate à falta de respeito e discriminação de que são vítimas; inserção do idoso no mercado de trabalho, dentre outros.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Moderadores e inibidores de apetite: entenda como eles são usados no tratamento da obesidade.

Volta à tona mais uma vez um assunto polêmico e antigo sobre o uso de moderadores de apetite (anorexígenos) no tratamento da obesidade, retirados das prateleiras das farmácias pela ANVISA no Brasil e agora, nova lei no senado federal volta a permitir sua comercialização. Gostaria de, antes de concluir o tema, que o leitor acompanhasse três casos diferentes de personagens fictícios, e no final do artigo, concluir qual deles realmente necessitaria de ajuda de tratamento para perder peso.

Caso 1

Na primeira personagem coloquei o nome de Maria. Ela sempre foi uma criança muito vaidosa e sempre que possível perguntava para as pessoas que conhecia se achavam que ela estava gorda. Sempre escutava a mesma resposta: "lógico que não, Maria, você parece até mais para magra!". Porém Maria achava que não, dizia que quando se via no espelho se achava "uma baleia". Já na vida adulta, Maria passou a fazer "dietas mágicas" ainda na busca de "perder peso", embora continuasse escutando de todas as amigas que ela estava com um corpo lindo e não precisaria emagrecer nada.

Descontente com o próprio corpo, Maria passou a marcar consulta com médicos que pudessem prescrever para ela medicamentos que lhe ajudasse a emagrecer e escutava sempre a mesma resposta: você não tem indicação de tomar medicamentos para perda de peso, pois está com o peso adequado. Infelizmente Maria não aceitava esta afirmativa e passou a adquirir o hábito de se automedicar com inibidores de apetite, pois conseguia-os com o balconista da farmácia (dando um dinheirinho extra por fora), com a amiga obesa que fazia uso dos mesmos, com profissionais de saúde pouco éticos (que são exceção mais infelizmente existem, como em qualquer profissão) que prescreviam mediante pagamento da consulta e até mesmo pela internet, já que no país onde Maria morava a fiscalização das autoridades competentes sobre a comercialização dos anorexígenos pela web era falha. Maria criou o "hábito" de tomar medicamentos para "emagrecer", embora não precisasse deles e ainda por cima tinha efeitos desagradáveis com o uso contínuo, como insônia, agitação, boca seca e irritabilidade.

sábado, 27 de setembro de 2014

Automedicação pode trazer sérios riscos à saúde.

 Se você está com dor de cabeça e logo pensa em comprar aquele remédio indicado pelo vizinho, sem falar com o médico, saiba que essa prática é comum e perigosa. Ouvir a experiência do amigo ou somente ler a bula não basta. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz, quase 35 mil pessoas sofreram algum tipo de intoxicação em 2007, sendo que 90 morreram. Os medicamentos fazem parte da prescrição de um tratamento e precisam ser indicados pelo médico.

Há décadas, o Ministério da Saúde divulga a orientação “Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado”, após as propagandas dos laboratórios farmacêuticos. Um encaminhamento completamente equivocado, segundo a Associação Paulista de Medicina. Na tentativa de corrigir este equívoco, o projeto de lei 328/06, que tramita no Senado, propõe a substituição da referida frase por “Antes de consumir qualquer medicamento, consulte um médico”.

Os médicos reivindicam medidas no sentido de conscientizar o público leigo sobre a gravidade do hábito e chamar o poder público para implantar políticas que coíbam a prática. “Os pacientes precisam saber que todo remédio tem um risco”, pondera Álvaro Atallah, diretor da APM e professor titular de Medicina Baseada em Evidências da Unifesp.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Conheça nove dicas para controlar o colesterol alto.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 40% dos brasileiros tem colesterol alto, e doenças associadas a esse problema, como infarto e AVC, são apontadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como sendo a primeira causa de morte no mundo. Isso porque, quando está descontrolado, o colesterol se deposita nas artérias ajudando a formar placas de gordura nessas estruturas, provocando o endurecimento dos vasos (aterosclerose). Além disso, o acúmulo cada vez maior de gordura também obstrui as artérias e vasos, levando ao aumento da pressão arterial, o que pode levar a derrames e afetar o funcionamento do coração.

O nutricionista Israel Adolfo, de São Paulo, explica que de 70 e 80% de todo o colesterol que precisamos é produzido pelo nosso corpo, e que apenas o restante dessa porcentagem vem da alimentação. Por isso algumas pessoas que levam uma vida muito saudável ainda sim apresentam altas taxas dessa substância e precisam de acompanhamento profissional. No entanto, muitas pessoas conseguem controlar o colesterol apenas fazendo mudanças em seu estilo de vida. Mas o que é o "colesterol alto" que todos falam?

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

5 aplicativos para entrar em forma.

Está precisando de uma mãozinha para entrar ou manter a forma? Que tal contar com a ajuda dos aplicativos fitness, aqueles programas capazes de transformar seu smartphone em um verdadeiro personal trainer de bolso? Se você já ouviu falar desses apps, mas ainda não sabe qual escolher, listamos os cinco mais baixados nas últimas semanas na loja virtual Google Play, segundo a consultoria americana de marketing digital App Annie.

7 minute Workout

Se você não tem tempo para treinar, este app é para você. Ideal para se exercitar em casa ou no trabalho, o aplicativo traz 12 atividades de 30 segundos cada, com 10 segundos de pausa entre as séries, todos com base no HICT (High Intensity Circuit Training, ou circuito de treino de alta intensidade, na tradução). Eles podem ser feitos em qualquer lugar. Tudo que você precisa é de uma cadeira e de uma parede.

Faixa de downloads: 500,000 – 1.000,000

Preço na Apple Store (iOS): gratuito

Classificação na Apple Store (iOS): 4+

Preço na Google Play (Android): gratuito 

Classificação na Google Play (Android): 4.3

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Prisão de ventre?



A prisão de ventre é um problema muito comum que atinge boa parte da população. Esse mal pode trazer problemas como cólicas leves ou em casos mais extremos sérios problemas intestinais, como fissuras, hemorroidas ou inflamação intestinal. Esse problema é muito recorrente e estudos vêm sendo feito a respeito, encontrando resultados que de 2 em cada 3 mulheres, possuem esse problema.

As causas para a prisão de ventre são muitas, mas em sua grande maioria estão relacionadas à alimentação, quando há uma ingestão baixa de fibras alimentares. As fibras são as maiores estimuladoras para o funcionamento do intestino, facilitando o funcionamento dele. Elas são encontradas principalmente em alimentos de origem vegetal como as frutas legumes e verduras.

Veja abaixo algumas frutas que podem ser incluídas na alimentação, fornecendo fibras e diminuindo as chances do aparecimento da prisão de ventre:

Ameixa: é a mais conhecida para promover esses benefícios, possui grande quantidade de fibras em sua composição, além disso, estudos provaram que a ameixa preta e seu suco, tem o poder de aumentar o trabalho intestinal por terem um componente chamado de ácido diidroxifenil isatina.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Vacina contra a hepatite A está disponível para crianças na rede pública.

Dose foi incluída recentemente no Calendário Nacional de Vacinação. Crianças entre 12 e 23 meses de vida devem ser imunizadas.

A Hepatite A, também conhecida como hepatite infecciosa2 é uma doença aguda do fígado, causada pelo vírus da hepatite A (HAV), geralmente de curso benigno.

A transmissão é feita por alimentos mal preparados e água contaminadas por fezes contendo o vírus (transmissão fecal-oral), além da possível presença de fômites no ciclo. Pode ocorrer em surtos epidêmicos (água contaminada), tendo relação com menores condições socioeconômico-educacionais. Geralmente acomete a população infantil.

O vírus é ingerido com os alimentos ou água. O período de incubação dura cerca de um mês. No intestino infecta os enterócitos da mucosa onde se multiplica. Daí dissemina-se pelo sangue, e depois infecta principalmente as células para as quais mostra a preferência, os hepatócitos do fígado. Este tropismo é devido à abundância nessas células dos receptores membranares a que o vírus se liga durante a invasão. Os vírions produzidos são secretados nos canais biliares e daí, via ampola de Vater, no duodeno, sendo expelidos nas fezes.

Mais da metade dos pacientes possui conjuntiva do olho e pele amarelada, um sintoma conhecido como Icterícia.

Os sintomas se dão tanto devido aos danos do vírus como à reacção destrutiva para as células infectadas pelo sistema imunitário. Mais da metade dos doentes são assintomáticos, particularmente crianças.

Os sintomas mais comuns são:

Pele e olhos amarelados;
Febre;
Dor abdominal;
Náuseas e vômito;
Falta de apetite;
Urina mais escura;
Fadiga (Cansaço)
Dor nas articulações;
Diarreia que se mantém durante cerca de um mês.

Em 99% dos casos segue-se a recuperação e cura após alguns dias de repouso. Em 1% dos casos os sintomas podem ser muito mais graves e de desenvolvimento rápido, a denominada hepatite fulminante. Ocorre icterícia mais intensa e encefalopatia (devido a não regulação pelo fígado da amônia sanguínea neurotóxica), com distúrbios psiquiátricos e degradação das funções mentais superiores, seguida de morte em 80% dos casos. Na hepatite por HAV ao contrário da Hepatite B ou C, não há casos de doença crônicas.

Quando acomete adultos a doença é muito mais sintomática, prolongada e com risco muito maior de agravar do que na criança.


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Dor na panturrilha: entenda quando ela significa problemas circulatórios.

Todo mundo um dia lembra que tem pernas. Esta lembrança pode acontecer devido à sensação de peso, cansaço, dormência, fisgada, pontada, formigamento ou dor. Em algumas situações esse incômodo pode ser decorrente de problemas ortopédicos locais, como joelho, articulações em geral ou mesmo uma dor irradiada da coluna. A circulação também é causa frequente de sintomas nas pernas.

Só para nós lembrarmos, o sangue que sai do coração leva oxigênio e nutrientes até os pés e volta pelas veias trazendo um sangue com pouco oxigênio e impurezas que serão levados aos pulmões para serem recarregados de oxigênio e novamente bombeados pelo coração.

Quando precisamos nos movimentar, usamos oxigênio e nutrientes (como a glicose), que vão nos dar energia para promover a contração do músculo e o movimento. Quando andamos, precisamos desse sangue arterial para levar energia para os músculos.

Mas, se no momento em que estamos andando, se sentimos uma dor na panturrilha que nos impede de andar e temos que parar por alguns momentos, pode ser algum problema de circulação, que não leva a quantidade de oxigênio e nutrientes necessário ao músculo e ele se manifesta doendo. A dor da falta de circulação tem esta característica: anda - dói - para - anda. O fato de pararmos por alguns momentos permite que a circulação leve mais sangue ao músculo e a dor melhore, fazendo com que possamos andar novamente. Chamamos este sintoma de claudicação intermitente. Esta dor piora nas subidas, quando corremos ou fazemos esforços físicos maiores, pois nesses casos precisamos de mais sangue para o músculo trabalhar com mais intensidade.

8 mitos do sono que atrapalham o descanso.

Vários mitos do sono que você provavelmente conhece parecem lógicos quando pensamos neles de forma leve.
No entanto, quando os examinamos melhor e de forma mais aprofunda, a maioria dos mitos que conhecemos está muito longe da verdade.

Pior, se as pessoas acreditarem nesses mitos, poderão ver o seu sono atrapalhado, sendo péssimo para a saúde.

Em função da importância que o sono tem na nossa vida, confira em seguida alguns fatos por trás de mitos de sono comuns.

8. Mudar de lado pode parar o ronco

Uma ideia comum é a de que se você roncar, basta rodar ou mudar de posição (ou fazer isso à pessoa que está a roncar) para parar o barulho. O ronco ocorre quando o fluxo de ar no nariz ou na garganta é interrompido, havendo muitas razões para isso acontecer.

As pessoas podem roncar devido a alergias, sinusite, apneia do sono, fossas nasais estreitas, álcool, medicamentos, entre outros motivos. É verdade que dormir de costas aumenta a probabilidade do roncar, mas o virar ou mudar de posição nem sempre para o ronco.

7. Pode-se recuperar o sono no fim de semana

Se uma pessoa perder uma ou duas horas de sono, a curto prazo é possível recuperá-las na próxima noite, sem muitos efeitos colaterais. No entanto, não é possível perder uma ou duas horas de sono todos os dias e compensá-las no fim de semana de forma contínua.

domingo, 21 de setembro de 2014

Corrida de manhã ou à noite? Compare e escolha.

A corrida é um dos esportes mais populares da atualidade - não exige grandes investimentos e ainda pode ser feita em qualquer lugar a qualquer hora. O que nem todo mundo sabe é que cada período do dia oferece vantagens e desvantagens que podem afetar o desempenho do praticante. "A umidade do ar, a concentração da poluição e até mesmo a temperatura são fatores que devem ser levados em conta na hora de definir um horário para incluir o esporte na rotina", aponta o personal trainer Rafael Lago, da Test Trainer. Por isso, o Minha Vida conversou com especialistas e comparou os pontos positivos e negativos de correr de manhã e de noite. Confira.

Avalie a temperatura

Manhã: "Os primeiros horários da manhã costumam ser os de temperatura mais amena e, portanto, os mais recomendados para correr", aponta o personal trainer Rafael. Segundo ele, o calor excessivo a partir das 10 horas causa maior desgaste físico e pode levar ao hiperaquecimento corporal, ocasionando queda da pressão arterial e até desmaio.

Noite: sem sol, esse período do dia geralmente é mais frio. Porém, o ar gelado costuma deixar os músculos mais contraídos, sendo necessário, portanto, um alongamento caprichado antes de começar a corrida.

 Avalie a umidade do ar

Manhã: procure horários do dia em que a umidade do ar esteja razoável, pois, quando está baixa, pode afetar o desempenho do corredor, principalmente se ele sofrer de problemas respiratórios, como a rinite. "O ar seco precisa ser umedecido pelas vias aéreas nasais, podendo causar irritação, o que prejudica a respiração do atleta", explica a cardiologista e médica do esporte Silvana Vertematti, do Hospital Edmundo Vasconcelos.

sábado, 20 de setembro de 2014

Entenda e evite a dor de lado durante o exercício.

Iniciar uma atividade física pode ser uma experiência muito prazerosa: a liberação de hormônios causa a sensação de bem-estar e a perspectiva dos resultados é um estímulo e tanto. Mas como lidar com aquela pontada dolorosa bem abaixo das costelas que aparece justamente quando você está entrando no pique do exercício? O educador físico e fisiologista do exercício Raul Santo, pós-doutorando pela Universidade São Judas Tadeu, explica esse incômodo pode ter muitas causas. As principais são a respiração pela boca e a má oxigenação do sangue. Para esses e outros desencadeantes da dor abdominal do lado existem soluções. A seguir nós te contamos como evita-la. Confira e não permita mais que essa desagradável sensação interrompa seu exercício.

Solução: vá com calma

Doeu do lado direito? O fisiologista do exercício Raul Santo explica que a causa pode ser o impacto sobre o fígado. "Numa corrida, por exemplo, a movimentação do corpo causa a distensão do tecido que sustenta o fígado", explica. Essa rede é formada por fibras musculares lisas, que doem quando o esforço, e consequentemente o impacto sobre o órgão, é muito grande. Para amenizar essa dor basta diminuir um pouco o ritmo do exercício e o incomodo logo desaparecerá. E, nos próximos treinos, vá num ritmo mais devagar, para evitar que a dor reapareça.

Problema: entrada de ar no estômago

Solução: evite respirar pela boca

Quando a dor aparece numa região mais central do abdômen, a causa provavelmente é a respiração pela boca. "A respiração pela boca leva à entrada de ar no estômago, promovendo a produção do ácido clorídrico, que causa ardência e sensação de azia", explica Raul Santo. Este também é um sinal de que a intensidade deve ser diminuída e a respiração feita pelo nariz.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Exercício excessivo faz mal ao coração? Conheça os perigos do overtraining.

O coração de atleta é um termo usado em cardiologia para descrever de forma abrangente todas as modificações na forma e funcionamento do coração de atletas bem treinados.

 Quando uma pessoa é submetida a qualquer atividade repetitiva acontecem duas coisas: desgaste e adaptação. O desgaste pode ser observado mais facilmente por dores articulares em joelhos de corredores ou cotovelos de tenistas e golfistas. Isso pode ser prevenido evitando abusos e utilizando proteção adequada dos membros. A adaptação é mais facilmente observada na hipertrofia muscular em halterofilistas e no rearranjo das traves fibrosas ósseas para suportar melhor impacto durante o crescimento.

 O coração, como o músculo que é, também sofre adaptação quando é submetido a estresse repetido.
As mudanças mais comuns são:

 - Redução da frequência cardíaca: sinais de que o sistema nervoso autônomo parassimpático já se acostumou com a sobrecarga de adrenalina e aprendeu a balancear a frequência do coração e seus efeitos deletérios; Hipertrofia do miocárdio: o músculo aumenta sua massa para melhorar a performance e se adaptar ao alto fluxo durante o esporte; Sopros: podem ser causados pela hipertrofia, mais raramente, ou pelo fluxo aumentado. Devem ser avaliados com cuidado, pois sua presença pode não ser benigna; Arritmias cardíacas: aqui a adaptação já começa a se tornar desgaste. O coração sob estresse intenso pode não tolerar mais o esforço e criar batimentos prematuros ou arritmias mais graves. Esses devem ser sinais de alerta para o descondicionamento ou investigação adicional.